01 AprINEM recusa transporte a jovem com ferida profunda

Em declaraes agncia Lusa, o comandante Ricardo Ribeiro explicou que um jovem de 21 anos entrou, esta madrugada de tera-feira, nos Bombeiros de Grndola a pedir auxlio, com um enorme golpe na cara, alegando ter cado enquanto andava de skate, perto do quartel.

“Prestmos os primeiros cuidados de estabilizao da hemorragia da vtima e pedi ao meu operador para ligar ao INEM a solicitar transporte para o hospital. No entanto, aps transmitirmos os dados acerca da vtima, no foi atribudo transporte, por no ser dada autorizao ao pedido (por parte do INEM)”, relatou Ricardo Ribeiro.

O comandante, que considerou a situao “no mnimo caricata”, disse que, aps aquela resposta, ele prprio contactou o responsvel de servio no INEM (atravs do Centro de Orientao de Doentes Urgentes – CODU), com a inteno de prestar “melhores esclarecimentos sobre a realidade da vtima”, mas que o servio voltou a ser recusado.

O jovem apresentava, de acordo com o comandante dos Bombeiros de Grndola, uma “ferida incisa com cerca de nove a dez centmetros de profundidade, at ao osso maxilar inferior”, e chegou com as roupas “bastante ensanguentadas” ao quartel, dada a profundidade do corte.

Ricardo Ribeiro admitiu Lusa que os bombeiros devem transportar doentes urgentes nas suas ambulncias, mas questionou: “Se para o INEM o caso no era urgente, como que era urgente para os bombeiros?”.

Leave a Reply